Search Day Night
3837 Followers
Mineirinho No Billabong Rio Pro

Barra da Tijuca é palco de momento histórico do surfe nacional

Total
0
Shares
Tráfego Promo
Mineirinho No Billabong Rio Pro
Mineirinho (Foto: folha.uol.com.br)
Foi um dia inesquecível para o esporte brasileiro! A vitória de Adriano de Souza, o Mineirinho (vídeo no final), no Billabong Rio Pro colocou o Brasil na liderança do ranking mundial de surfe, pela primeira vez na história.

Surfe brasileiro nas cabeças

Esse estágio é resultado de um longo trabalho que começou há algumas décadas com a primeira geração do surfe profissional brasileiro (Pepê, Rico, Cauli Rodrigues, Daniel Friedman, Otávio Pacheco e Ricardo Bocão, entre outros), amadureceu com a segunda geração (Pedro Muller, Dadá Figueiredo, Paulinho do Tombo e Tinguinha Lima, entre outros), ganhou competitividade a nível internacional com a terceira (Fábio Gouveia, Victor Ribas, Teco Padaratz e Peterson Rosa, entre outros) e, agora, mostrou que tem condições de disputar um inédito título mundial com essa quarta geração (Mineirinho, Raoni Monteiro, Alejo Muniz, Jadson André e Heitor Alves, entre outros).

Um dia pra não esquecer nunca

Hoje, Mineirinho venceu Michel Bourez (Tahiti) na repescagem, Owen Wright (Austrália) nas quartas, Bede Durbidge (Austrália) na semi-final e Taj Burrow (Austrália) na final. O atual líder do ranking do WT passou por Bourez com autoridade (dominando toda a bateria até o tahitiano se contundir e abandonar a disputa), mas a partir dái, só teve pedreira pela frente: venceu Wright numa das baterias mais disputadas do evento, Durbidge numa acirradíssima disputa e, de virada, venceu a bateria final de forma impressionante, quando precisou aliar poder de concentração à uma leitura das ondas muito precisa, batendo o ultra-competitivo Burrow.

Quem é Mineirinho?

Adriano de Souza nasceu no dia 13 de fevereiro de 1987, no guarujá (SP). Começou a surfar logo aos 8 anos de idade. Em 2003, sagrou-se campeão mundial do Billabong Junior World Championships. Em 2002, entrou no WQS (espécie de sgunda divisão do circuito mundial de surfe) e, em 2005, conquistou o título mundial do WQS. Desde 2006, Mineirinho fixou-se entre os tops surfers mundiais. Esta foi a segunda vitória do brasileiro na elite do cicuito mundial (WT) – a outra vitória foi na Espanha, em 2009.

A conquista do Billabong Rio Pro e dos U$ 100 mil de premiação foi, como não podia deixar de ser para um brasileiro, dramática. Com um estilo clássico e valente – que lembra bastante o de outro ídolo do surfe nacional, Fábio Gouveia, porém mais moderno e competitivo -, Mineirinho demonstra que é um cara totalmente focado em seu trabalho, aliando concentração, radicalidade e frieza nos momentos decisivos.

Esses pequenos detalhes separam um verdadeiro campeão mundial de um sufista muito bom. Adriano tem todas essas armas, agora, resta usá-las com inteligência nos próximos gigantescos desafios na África do Sul, no Havaí, na Austrália e na Europa, num circuito onde o objetivo é superar um “insuperável” Kelly Slater. Já sabemos que para um brasileiro determinado não existe a palavra “impossível”.

Novo ranking da ASP:

1. Adriano de Souza BRA 20.500

2. Joel Parkinson AUS 19.200
3. Kelly Slater EUA16.950
4.Taj Burrow AUS 16.500
5. Jordy Smith AFS 14.750
6. Owen Wright AUS 12.150
7. Michel Bourez TAH 12.000
8. Mick Fanning AUS 11.500
9. Bede Durbidge AUS 11.000
9. Tiago Pires POR 11.000

Resultado do Billabong Rio Pro 2011

1 Adriano de Souza (Bra)
2 Taj Burrow (Aus)
3 Jeremy Flores (Fra)
3 Bede Durbidge (Aus)
5 Bobby Martinez (EUA)
5 Joel Parkinson (Aus)
5 Josh Kerr (Aus)
5 Owen Wright (Aus)
9 Damien Hobgood (EUA)
9 Daniel Ross (Aus)
9 Raoni Monteiro (Bra)
9 Michel Bourez (Tah)
13 Heitor Alves (Bra)
13 Jadson André (Bra)

Final

Adriano de Souza (Bra) 15.63 x Taj Burrow (Aus) 12.17

Semi-finais

1 Taj Burrow (Aus) 16.27 x Jeremy Flores (Fra) 10.50
2 Adriano de Souza (Bra) 9.00 x Bede Durbidge (Aus) 8.40

Quartas-de-final

1 Taj Burrow (Aus) 16.26 x Bobby Martinez (EUA) 14.43
2 Jeremy Flores (Fra) 15.60 x Joel Parkinson (Aus) 12.17
3 Bede Durbidge (Aus) 16.03 x Josh Kerr (Aus) 6.27
4 Adriano de Souza (Bra) 14.23 x Owen Wright (Aus) 14.10

Quinta fase (repescagem)

1 Bobby Martinez (EUA) 14.60 x Damien Hobgood (EUA) 12.63
2 Jeremy Flores (Fra) 12.60 x Daniel Ross (Aus) 11.63
3 Bede Durbidge (Aus) 13.43 x Raoni Monteiro (Bra) 12.67
4 Adriano de Souza (Bra) 10.73 x Michel Bourez (Tah) 7.90

Abaixo, a onda que deu o título ao brasileiro Adriano de Souza no Billabong Rio Pro:

YouTube video

Médica Neurologista Drª Carla Jevoux

Seus lapsos de memória podem significar um problema de saúde?

Neurologista ajuda a identificar casos preocupantes em meio aos esquecimentos rotineiros, além de dar dicas para quem deseja manter a atividade cerebral em alta, mesmo com o passar dos anos.

You May Also Like

O Que Fazer Na Barra Da Tijuca Em 2021

Newsletter Barrazine

O melhor da Barra da Tijuca: Eventos, dicas, novidades, promoções especiais e vouchers exclusivos

Usamos cookies » Política de privacidade
Total
0
Share