Search Day Night
3837 Followers
Barra Sustentável

Terceira edição do Barra Sustentável destaca mudanças na área de mobilidade e acessibilidade urbana

Total
0
Shares
Tráfego Promo
Barra Sustentável
Aspásia Camargo abriu o ciclo de palestras
O evento Barra Sustentável reuniu aproximadamente 250 pessoas, entre empresários, políticos, ambientalistas e entidades civis da Barra da Tijuca, na manhã de ontem (1°/09), no Sheraton Barra Hotel & Suites. O objetivo principal do encontro foi debater questões de Mobilidade e Urbanização que afetarão a região da Barra e adjacências (nova Macrozona Condicionada) nos próximos anos, até a Copa do Mundo e Olimpíadas.

Ana Nery, diretora de vendas e marketing do Sheraton Barra Hotel & Suites, deu as boas-vindas e destacou a transformação do Barra Sustentável num movimento “guarda-chuva” para todas as iniciativas pró-sustentabilidade da região. O ciclo de palestras foi aberto pela Deputada Estadual Aspásia Camargo, que destacou a complexidade e os limites do novo Plano Diretor e sugeriu a elaboração de um Plano Estratégico para a região, envolvendo empresários, comunidade e governo. “Temos que usar o Plano Diretor como uma alavanca de crescimento sustentável, mas também trabalhar nos seus vazios, como, por exemplo, apropriação cultural, batizando as riquezas ecológicas da região, a fim de preservá-las (como foi com o Pão de Açúcar)”, disse a deputada.
Com o tema Urbanização e Sustentabilidade, o primeiro painel teve como convidado o gerente de Obras Viárias da SMO, Eduardo Fagundes, que apresentou os investimentos da Prefeitura na área da Barra e adjacências e os cuidados com a gestão ambiental. O diretor de marketing da Carvalho Hosken, Ricardo Corrêa, falou sobre as ações de sustentabilidade e urbanização que a construtora vem realizando há 60 anos, como espaçamento entre as edificações, criação de áreas verdes, estação elevatória de esgoto em parceria público-privada e criação do conceito de bairro-condomínio, como Península, Cidade Jardim e Rio II. José Conde Caldas, presidente da ADEMI, destacou as dificuldades das construtoras com a estrutura de saneamento provida pela CEDAE e a migração de muitas empresas de volta ao Centro e Zona Sul, devido aos problemas de acesso à Barra.

No segundo painel, Mobilidade Urbana e Sustentabilidade, Waldir Peres, superintendente da Agência de Transportes Urbanos/Secretaria de Transportes e Guilherme Wilson, diretor de operação e planejamento da FETRANSPOR, falaram sobre a complexidade da matriz de mobilidade e como a integração do Metrô/Linha 4 com o BRT e BRS (corredores dedicados na Zona Sul) irão diminuir os tempos de viagem e a emissão de CO2. Questionados sobre o terminal do metrô Alvorada, mostraram que, dentro do orçamento e do prazo existentes, o BRT é a melhor opção em termos de custo-benefício relativos à economia de tempo, inclusão para deficientes (embarque em nível) e renovação da frota, que requer motores modernos, já adotados na Europa com grandes ganhos ambientais.

A professora de sustentabilidade da FGV, Patricia de Sá, finalizou o evento com a apresentação de um resumo dos trabalhos do concurso universitário “Nós Pela Macrozona”, que apontaram o baixo comprometimento das construtoras com a sustentabilidade, a transformação da região numa “ilha de calor”, por conta das edificações sem critério, excesso de pavimentação e falta de áreas verdes (em horários do dia umidade relativa do ar fica abaixo de 30%). O alto índice de emissão de CO2 da Avenida das Américas (que só perde para a Avenida Brasil) e a substituição dos ecossistemas nativos por uma “natureza fabricada” com fins imobiliários também foram citados.

Algumas das soluções sugeridas foram: incluir o Parque Municipal Ecológico de Marapendi como um dos compromissos e legados da Rio 2016, criar corredores verdes e calçadas gramadas, maior fiscalização dos gabaritos e espaçamentos das edificações, despejos de esgoto nas lagoas e projetos de educação ambiental. Um abaixo-assinado com 150 assinaturas será encaminhado ao poder público e Empresa Olímpica com as demandas das lideranças da região.

Fonte: Direta

10 Maneiras De Queimar Mais Calorias (E De Ter Mais Saúde)

10 maneiras de queimar mais calorias (e de ter mais saúde)

Dicas especiais que podem ajudar muito, fazendo muito pouco

You May Also Like

O Que Fazer Na Barra Da Tijuca Em 2021

Newsletter Barrazine

O melhor da Barra da Tijuca: Eventos, dicas, novidades, promoções especiais e vouchers exclusivos

Usamos cookies » Política de privacidade
Total
0
Share