Search Day Night
3837 Followers
Aspirina Ligada A Menor Risco De Câncer De Pulmão Em Mulheres

Aspirina reduziria risco de câncer de pulmão em mulheres

Total
0
Shares
Tráfego Promo

Em um novo estudo com mais de 1.200 mulheres asiáticas verificou-se que aquelas que tomaram aspirina ao menos 2 vezes por semana tiveram um risco muito menor de desenvolver câncer de pulmão – sejam elas fumantes ou não.

As descobertas, que ligam o uso regular de aspirina à uma redução de risco de 50% ou mais, não provam que a aspirina protege diretamente contra o câncer de pulmão. Pode haver outras explicações para a ligação.

Mas o estudo também verificou que o consumo regular de aspirina estaria relacionado a riscos menores de certos tipos de câncer, incluindo câncer de próstata, cólon e esôfago.

Ainda assim, especialistas dizem que é muito cedo para recomendar o uso generalizado de aspirina para evitar o risco de câncer.

Até mesmo o consumo de pequenas doses de aspirina traz riscos, como a irritação do estômago e úlceras.

“A questão sobre se o uso de aspirina protege contra câncer de pulmão ainda está aberta para debate e as evidências publicadas até à data não são conclusiva”, disse o Dr. Wei-Yen Lim, que liderou o novo estudo, via e-mail.

Evitar o cigarro continua a ser a melhor maneira de se proteger, disse Lim, da Universidade Nacional de Cingapura.

Aspirina Ligada A Menor Risco De Câncer De Pulmão Em Mulheres
foxnews.com
Publicado na revista “Lung Cancer”, o estudo incluiu 398 mulheres chinesas com diagnóstico de câncer de pulmão e 814 mulheres sem câncer.

Lim e sua equipe descobriram que mulheres que usaram aspirina regularmente – pelo menos duas vezes por semana durante um mês ou mais – eram menos propensos a ter câncer de pulmão.

Entre as mulheres que nunca fumaram, as chances eram de 50% menores para os usuários de aspirina versus não-usuários. E entre os fumantes, o uso de aspirina foi ligado a um risco 62% menor de câncer de pulmão.

Os pesquisadores puderam contabilizar alguns outros fatores, como idade das mulheres, educação e ingestão de frutas e vegetais. Mas ainda podem haver outras diferenças que ajudem a explicar por que os usuários de aspirina apresentaram um risco menor de câncer de pulmão, segundo Lim.

Este tipo de estudo, disse o pesquisador, não foi concebido para mostrar se tomar aspirina evita o câncer. Isso necessita de um ensaio clínico, onde as pessoas são escolhidas aleatoriamente para tomar aspirina ou não.

E os resultados não dão uma idéia exata do nível de redução de risco de incidência.

No estudo, houve uma diferença bastante grande em relação ao risco de câncer entre os usuários de aspirina e não-usuários. Mas a redução do risco absoluto em qualquer pessoa um, se houver um, pode ser pequena.

Outros estudos ligaram o uso regular de aspirina a menores riscos de vários tipos de câncer. Mais recentemente, uma análise dos últimos estudos clínicos demonstraram que pessoas que receberam dose baixa de aspirina diariamente eram menos propensas a desenvolver câncer, após três anos de uso.

Aparentemente a aspirina evitou cerca de 3 casos de câncer por 1.000 usuários de aspirina por ano.

Há também razões biológicas para que a aspirina ofereça proteção: ela bloqueia uma enzima chamada ciclooxigenase-2, ou COX-2, que promove a divisão celular e inflamação e é encontrada em níveis elevados em tumores.

O Dr. Andrew T. Chan, da Harvard Medical School, que não esteve envolvido no estudo, disse que as evidências sobre a aspirina e câncer de pulmão tem sido “misturadas”.

“A melhor coisa que uma pessoa pode fazer para minimizar o risco de câncer de pulmão é não fumar”, disse ele em entrevista.

Por outro lado, existem fortes evidências de que a aspirina pode proteger contra câncer de cólon, de acordo com Chan, um gastroenterologista que pesquisa a prevenção do câncer de cólon.

“Eu não acho que a prova é definitiva”, disse Chan. E é muito cedo para recomendar que todos os adultos de meia-idade e mais velhos tomem uma aspirina diariamente.

Mas pode ser razoável que as pessoas discutam os prós e contras do uso de aspirina (em doses pequenas) com seus médicos, de acordo com Chan.

“As pessoas são geralmente interessadas na prevenção de mais de um tipo de câncer em particular”, observou. “Então, é importante ver isso no contexto da saúde geral da pessoa.”

Isso inclui a compreensão dos riscos da aspirina. Para muitas pessoas, os efeitos colaterais gastrointestinais podem ser “menor”, disse Chan.

Mas algumas pessoas podem desenvolver úlceras hemorrágicas. A ingestão de aspirina também está ligada a um risco maior de acidente vascular cerebral hemorrágico – sangramento dentro ou ao redor do cérebro.

Muitos adultos de meia-idade e idosos já tomam aspirina diariamente para sua saúde cardiovascular.

O U.S. Preventive Services Task Force (dos EUA) recomenda que os homens com idades entre 45 e 79 anos tomem aspirina para prevenir ataques cardíacos, e, com uma boa saude, é provável que superem o risco de hemorragia. Para as mulherescom idades entre 55 e 79 anos, a aspirina é recomendada para prevenir acidentes vasculares cerebrais isquêmicos (derrame causado por um coágulo de sangue), com a mesma advertência.

Lim disse que, se o seu médico recomendou aspirina para você, fique com esse conselho.

“Para as pessoas que estão atualmente bem”, disse o pesquisador, “não é recomendável tomar uma aspirina para reduzir o risco de câncer de pulmão, pois o efeito da aspirina sobre câncer de pulmão ainda está sendo avaliado.”

Fonte: foxnews.com

Starbucks Com Espaço Infantil No Via Parque Shopping.

Starbucks com espaço infantil no Via Parque Shopping

Inauguração no próximo sábado (19/05)!

You May Also Like

O Que Fazer Na Barra Da Tijuca Em 2021

Newsletter Barrazine

O melhor da Barra da Tijuca: Eventos, dicas, novidades, promoções especiais e vouchers exclusivos

Usamos cookies » Política de privacidade
Total
0
Share