Search Day Night
3837 Followers
Qual O Melhor Animal De Estimação: O Cão Ou O Gato?

Afinal de contas, qual o melhor animal de estimação: o cão ou o gato?

Qual O Melhor Animal De Estimação: O Cão Ou O Gato?
Foto: wallpapers.free-review.net
Por Jayme Sandall

Os defensores dos cães dizem que eles são muito mais amigos do que os gatos. “Os felinos, todo mundo sabe, são interesseiros, se apegam à casa, não ao dono. Não gostam de carinho, a não ser que recebam comida em troca. ” “Não são amigos, companheiros. Apenas usam o dono para ter casa e comida”. Será?

Não é assim. Os gatos apegam-se muito aos donos. Mas a relação é só deles, e quem está de fora na maioria das vezes não compreende os sinais que trocam entre si. Gatos consideram seus donos companheiros, e não líderes. É uma relação de confiança e amizade.

“Pior são os cães, que fazem tudo o que os donos mandam! Não têm personalidade, são ‘Maria-vai-com-as-outras’. São animais sujos, barulhentos. Não são amigos também, porque só obedecem por medo”, dizem os defensores ferrenhos dos gatos. E essa agora?
Nada disso. Os cães são apaixonados por seus donos, de uma forma geral. Não obedecem por interesse ou medo, apenas, mas por carinho, respeito e amor. São comuns histórias de cães que arriscam suas vidas para salvar seus donos, ficam ao lado deles até suas forças se esgotarem, jamais os abandonando.

Gatos têm um tipo de relação com seus donos que podemos chamar de horizontal. Ou seja, ele não é o líder, tampouco o é o dono. São companheiros. Por isso bater em um gato para ensiná-lo é um erro terrível. Ele fica magoado, e não aprende nada. Tentar obrigá-lo a fazer algo que ele não queira é uma tarefa dificílima, pois ele pensa: “por que diabos ele quer que eu faça isso? Eu não o obrigo a fazer nada… ”

No caso dos cães, essa relação é vertical. Cães são animais de matilha, e por isso têm em seu DNA a necessidade de seguir um líder. Ou de ser o líder, caso o dono o mime demais. É o caso dos cães que jamais obedecem seus donos, que rosnam para eles, que fazem o que lhes dá na telha. Mas nem por isso são menos apegados aos donos. Eles amam os “líderes”, são fiéis a eles, e não raro vemos casos de cães que adoecem a até morrem quando seu dono falece.

Resumindo: são animais diferentes, mas ambos amam, se afeiçoam, e se tornam companheiros inseparáveis de seus donos.

Um grande abraço e até a próxima.

Jayme Sandall
Médico veterinário formado pela UFRRJ, com mais de dez anos de experiência na clínica e cirurgia de cães e gatos.
[email protected]

Atualizado em 31/12/2020 por Redaçao Barrazine

Total
0
Share
Copy link