Search Day Night
3837 Followers
Tyler Wright Vence No Rio De Janeiro

Australiana leva o título na praia da Barra da Tijuca

Total
0
Shares
Tráfego Promo
Tyler Wright Vence No Rio De Janeiro
Foto: facebook.com
A surfista australiana Tyler Wright, de apenas 19 anos, foi a grande vencedora do Colgate Plax Girls Rio Pro, etapa brasileira do Mundial Feminino de Surfe, que terminou neste sábado, na praia da Barra da Tijuca.

Tyler, que é irmã do surfista profissional Owen Wright, bateu na final sua compatriota Sally Fitzgibbons, alcançando, de quebra, a liderança no ranking mundial.

Com ondas oscilando entre 0,5m e 1m, o Postinho apresentou condições apenas razoáveis para a prática do esporte, o que não impediu, no entanto, que Wright confirmasse o indiscutível favoritismo, já que obteve a maior média e as maiores notas não só nas finais, mas em toda a competição.

Jogando muita água, executando floaters, batidas radicais e todo um repertório de manobras bem fortes, a nova líder do ASP Women’s WCT deu um verdadeiro show de fluidez e competitividade, dando o troco — de uma derrota no Round 3 — na havaiana Malia Manuel nas quartas-de-final (15.83 a 13.74), batendo a sul-africana Bianca Buitendag na semi-final (17.94 a 13.64) e superando na grande final a agora terceira colocada no ranking mundial por 17.80 a 15.67.

Abaixo, o show de Tyler Wright e um resumo das finais femininas:

http://youtu.be/BbYiblpXiS4

Após a etapa da Barra da Tijuca, o ranking feminino ficou assim:

1. Tyler Wright (Austrália) 40.000 pontos
2. Carissa Moore (Havaí) 38.200
3. Sally Fitzgibbons (Austrália) 34.200
4. Courtney Conlogue (EUA) 32.100
5. Stephanie Gilmore (Austrália) 26.450

O que elas disseram:

“A sensação é muito boa! Este evento todo foi um caminho de pedras para mim. Comecei um pouco instável até porque este foi o primeiro evento no qual minha família não esteve presente. Obrigado a Brooke Farris e a todos os que aqui estiveram me apoiando e cuidando de mim. Depois que eu perdi no Round 3, eu só foquei em encontrar ondas e apenas me ocupei em achá-las, foi assim que tudo deu certo. Eu simplesmente adoro encontrar ondas. Fui construindo meu caminho e não poderia ser de outro jeito. É simplesmente fantástico vir para o Rio, eu amo!”

[Tyler Wright, campeã do evento]

“Estou feliz em ter chegado a mais uma final. É sempre emocionante fazer uma final com Tyler (Wright) e eu sabia que ela ia ser difícil de ser batida. Eu adoro vir para o Rio, sempre consegui bons resultados aqui. Infelizmente eu caí no último obstáculo, mas vou voltar maior e melhor no próximo ano”

[Sally Fitzgibbons, vice-campeã]

“Estou muito feliz de estar na disputa. Eu sei que vai ser dureza ganhar o título mundial novamente e outras meninas o querem tanto ou mais do que eu”

[Clarissa Moore, atual campeã mundial e ex-líder do ranking]

A direção do Billabong Rio Pro aguarda a chegada de uma ondulação nos próximos dias para realizar o restante da etapa do Mundial de Surfe Masculino. Caso as condições exijam, a praia do Arpoador pode ser uma opção.

Fonte: aspworldtour.com

Filipe Toledo

Billabong Rio Pro tem 3 brasileiros na disputa

Adriano de Souza, Gabriel Medina e Filipe Toledo dão show para a torcida brasileira nas areias da Barra da Tijuca!

You May Also Like

O Que Fazer Na Barra Da Tijuca Em 2021

Newsletter Barrazine

O melhor da Barra da Tijuca: Eventos, dicas, novidades, promoções especiais e vouchers exclusivos

Usamos cookies » Política de privacidade
Total
0
Share