Search Day Night
3837 Followers
Um Rock In Rio Para Todos: Cadeirante Realiza Sonho Ao Descer Na Tirolesa Da Heineken

Rock in Rio: cadeirante realiza sonho e desce na tirolesa

Total
0
Shares
Tráfego Promo
Um Rock In Rio Para Todos: Cadeirante Realiza Sonho Ao Descer Na Tirolesa Da Heineken
Foto: inteligemcia.com.br
Rio de Janeiro, 15 de setembro de 2013 – O Rock in Rio também é o lugar onde os sonhos se tornam realidade.

E assim foi a tarde de Leonardo Nascimento, de 22 anos. O jovem cadeirante conseguiu aproveitar os brinquedos do parque e aprovou toda a acessibilidade do evento. Acompanhado da namorada e fã de Justin Timberlake, ele chegou cedo para aproveitar as atrações, especialmente os brinquedos.

Primeiro, foi à Roda Gigante da Prefeitura e do Itaú e, em seguida, acompanhado pela produção do Rock in Rio, desceu a disputadíssima tirolesa. Ao entrar na atração e também durante todo o percurso, Leonardo foi aplaudido por todos que assistiam a cena.

Este é o Rock in Rio. Um festival para todos. A acessibilidade sempre foi uma preocupação do maior festival de música e entretenimento do mundo. Os portadores de necessidades especiais (PNE’s), como cadeirantes e cegos, além das grávidas, por exemplo, contam com um serviço especial de transporte para chegar à Cidade do Rock, com táxis adaptados partindo do Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, até um portão com acesso especial.

Além disso, os banheiros também possuem cabines adaptadas, rampas de acesso e corrimãos. Foram montados acessos especiais dentro da Cidade do Rock e espaços onde as pessoas podem assistir aos shows dos palcos Sunset, Street Dance e Mundo, com tranquilidade, conforto e, ainda, na companhia de um acompanhante.

O início da terceira maratona de shows na Cidade do Rock

Neste domingo, a abertura do palco Sunset aconteceu mais cedo, às 14h, e ficou a cargo dos novatos Jowkerz. A banda, de Atibaia, foi escolhida num concurso promovido pelas Volkswagen para tocar no Rock in Rio, tendo concorrido com outras 200 grupos. “Somos uma banda independente do interior de São Paulo. Estar no festival é uma enorme emoção e uma vitrine para o nosso trabalho, baseado no hard rock”, contou o vocalista Draco, que vibrou por ter apresentado ao público a música de trabalho da banda: “O som não pode parar”.

Também no Sunset, duas atrações portuguesas foram festejadas: a cantora Aurea e a banda The Black Mamba. “Meu coração bateu muito forte ao subir no palco. Senti uma grande energia e agora quero ir lá no público para ouvir da galera o que acharam”, brincou, revelando que também está na expectativa das outras atrações da noite, incluindo Ivan Lins.

Nando Reis e Samuel Rosa apostaram nas baladas para a apresentação que fizeram a partir das 16h. Todos cantaram os muitos sucessos que se seguiram, como Marvin, que abriu o show, e All Star, sucesso na voz de Cássia Eller. Um clima descontraído tomou conta do público, parte de pé e outros sentados em cangas coloridas espalhadas pelo gramado. No final da tarde, a neozelandesa Kimbra contou com a companhia dos baianos do Olodum. A mistura rendeu uma apresentação cheia de energia.

Enquanto Justin Timberlake, Alicia Keys e Jessie J chegavam quase ao mesmo tempo nos camarins do Rock in Rio – Justin, aliás, vestindo um informal jeans e dançando na maior vibração com fones ao ouvido – a banda Jota Quest dava início à sua apresentação no Palco Mundo. Neste momento, os moradores dos bairros de Madureira, Santa Cruz, Penha, Vila Aliança, Irajá, Padre Miguel, Triagem e Nova Brasília também começavam a acompanhar a transmissão do Rock in Rio 2013, ao vivo, nas naves do conhecimento da prefeitura, em telões instalados ao ar livre.

O Jota Quest repetiu o sucesso e animação com que sempre envolve o público, em suas apresentações. Essa, aliás, é a segunda participação dos mineiros do Rock in Rio. Dessa vez, o grupo preparou uma surpresa a mais para a plateia: a participação de Lulu Santos cantando a música Tempos Modernos, encerrou com chave de ouro o primeiro show do Palco Mundo.

Números parciais do Rock in Rio

  • Até às 19h, 70 mil pessoas já haviam entrado na Cidade do Rock;

  • Atendimento médico: Até às 17h deste domingo (15), 104 pessoas haviam sido atendida nos seis postos médicos instalados na Cidade do Rock. A maioria dos casos está relacionada à desidratação e queda de pressão arterial;

  • Resíduos: No dia 14 de setembro foram coletados pouco mais de 23.260Kg de resíduos em toda a Cidade do Rock. Seguindo as premissas determinadas pela organização do Rock in Rio, em cumprimento ao seu Plano de Sustentabilidade, o material foi devidamente separado. O trabalho, sob gestão do Instituto Doe Seu Lixo, reuniu o montante recolhido das lojas do evento era formado por 1.130Kg de latinhas, 3 mil Kg de papelão, 750 Kg de vidro e 7.310Kg de lixo orgânico (que será enviado para a Usina do Caju para ser transformado em adubo). Já o material recolhido nas mil lixeiras espalhadas pela Cidade do Rock – portanto, resultado do descarte do público que curtiu o festival – representou 11.070Kg e será separado posteriormente por cooperativas de reciclagem cadastradas na Comlurb. Entretanto, já há uma estimativa de que plástico represente 49,92%, papel 45,26%, latas 3,01% e vidros 1,81%.

  • As altas temperaturas (calor de aproximadamente) 32ºC provocaram venda de aproximadamente três mil sorvetes por dia;

  • Tirar uma foto e eternizar a participação na 5ª edição brasileira do Rock in Rio é uma febre entre o público. Diversos stands de marcas parceiras disponibilizam este serviço. Somente no quiosque da Bacardi, foram 1.500 fotos, no do VisitBritain, 700 e no da loja Taco, 700, em cada um dos primeiros dias de evento (sexta e sábado).

Sobre o Rock in Rio
O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo, contando com 12 edições realizadas no Brasil (1985, 1991, 2001 e 2011), Portugal (2004, 2006, 2008, 2010 e 2012) e Espanha (2008, 2010 e 2012). O festival reuniu 6.511.300 de espectadores, que aplaudiram ao vivo, 968 artistas que passaram pelo evento. Foram mais de 980 horas de música, com transmissão para mais de 1 bilhão de telespectadores, em 200 países pela TV e pela internet.

O Rock in Rio também coleciona recordes nas redes sociais, tendo atualmente mais de 9 milhões de seguidores em todo o mundo – o maior na categoria de festivais de música.

Utilizando a música como linguagem universal, que une as pessoas em todo o mundo, o Rock in Rio é um veículo de comunicação de emoções e causas socioambientais. Um de seus pilares de comunicação é o projeto social Por Um Mundo Melhor. Criado em 2001, no Rio de Janeiro, o projeto já beneficiou milhares de pessoas, no Brasil, em Portugal, na Espanha e em diversos outros países, a partir dos investimentos provenientes da venda de ingressos do evento e das ações promovidas com seus parceiros, que somam US$ 16,6 milhões. Entre as ações desenvolvidas estão a plantação de 119 mil árvores; a construção de uma escola na Tanzânia e de um centro de saúde no Maranhão. O Rock in Rio também formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas de Portugal; montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais, dentre muitas outras iniciativas. Em 2011, as ações do projeto “Por Um Mundo Melhor” tiveram como mote principal a música como alicerce na formação dos jovens. Através da mobilização da população e de seus parceiros, foram doados 2.200 instrumentos musicais para mais de 150 ONG’s de todo o Brasil que trabalham a música como ferramenta de educação; 10 salas de música instaladas em escolas da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro e formação de 30 professores a partir da metodologia “O Passo”; e 40 jovens foram formados em assistentes de luthier (profissionais especializados na confecção e manutenção de instrumentos musicais).

Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — processo auditado por uma consultoria externa — e a implementar um amplo plano de gestão de resíduos, além de ter investido num plano de redução de emissões, que incluiu um plano de sustentabilidade para a organização, patrocinadores e fornecedores, o qual é aperfeiçoado a cada edição e utilizado até hoje em todos os países onde é realizado, e um prêmio que pretende distinguir os parceiros com uma atitude mais sustentável no Rock in Rio.

O evento, que chega à 13ª edição, tem início na sexta-feira 13 de setembro de 2013 e segue pelos dias 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2013, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro, (Parque dos Atletas – Av. Salvador Allende, s/n), uma área de 150 mil m2.

Transporte Coletivo Leva Quase Meio Milhão De Pessoas À Cidade Do Rock

Transporte coletivo leva 500 mil ao Rock in Rio

Mais de mil táxis fiscalizados, 100 lacrados e cerca de 200 táxis fantasmas rebocados em sete dias de evento

You May Also Like

O Que Fazer Na Barra Da Tijuca Em 2021

Newsletter Barrazine

O melhor da Barra da Tijuca: Eventos, dicas, novidades, promoções especiais e vouchers exclusivos

Usamos cookies » Política de privacidade
Total
0
Share