Search Day Night
3837 Followers
Transporte Coletivo Leva Quase Meio Milhão De Pessoas À Cidade Do Rock

Transporte coletivo leva 500 mil ao Rock in Rio

Total
0
Shares
Tráfego Promo
Transporte Coletivo Leva Quase Meio Milhão De Pessoas À Cidade Do Rock
Imagem: rockinrio.com
A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes e da CET-Rio, apresenta balanço final das operações de trânsito e transporte do Rock in Rio 2013. Nos sete dias de evento, quase 500 mil espectadores optaram pelo transporte público para chegar ao festival. A linha especial, que fez a ligação do Terminal Alvorada à Cidade do Rock, transportou 340 mil passageiros. Cerca de 200 coletivos circularam das 10h às 4h, em cada dia evento, com partidas em intervalos de aproximadamente dois minutos e, nos horários de pico, intervalos de um minuto.

A plataforma exclusiva de embarque para a Cidade do Rock permitiu operação simultânea em até 20 ônibus. O tempo de espera médio para o embarque foi de dez minutos. Já no Terminal Cidade do Rock, a bateria de roletas na entrada da área de embarque permitiu rápido escoamento do público na saída. Seguindo as determinações da prefeitura, a organização do evento e a Rio Ônibus reforçaram a sinalização para os passageiros tanto na saída da Cidade do Rock quanto no Terminal Alvorada.

Portadores de deficiência tiveram atendimento especial de transporte durante o festival. Foi criado embarque prioritário para deficientes na plataforma exclusiva da linha especial, no Terminal Alvorada. No Terminal Cidade do Rock, foi implantado serviço com táxis adaptados para fazer o percurso do Autódromo até o local do evento. Foram realizadas, em média, 60 viagens por dia de show. A prefeitura determinou o aumento da frota de veículos de quatro para seis, de modo a garantir agilidade e conforto no atendimento.

Já o serviço Rock in Rio Primeira Classe, operado por ônibus rodoviários tipo frescão com frota de 480 veículos, partiu de 14 pontos da cidade com destino ao festival, desembarcando no terminal dentro do RioCentro. Cerca de 135 mil espectadores utilizaram esse serviço durante os sete dias de evento. O Terminal RioCentro operou com sete plataformas de embarques simultâneas divididas por destino, garantindo tempo médio de embarque de 15 minutos.

Equipes da SMTR vistoriam 1.091 táxis no Rock in Rio. Foram realizados mais de 12 mil embarques nos pontos de táxi oficiais

Durante o festival, equipes de fiscalização da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) vistoriaram 1.091 táxis nos principais portões de entrada do Rio e no entorno da Cidade do Rock. Os 40 agentes apreenderam 202 táxis fantasmas (carros de passeio que, irregularmente, fazem transporte de passageiros sob cobrança). Os táxis fantasmas são veículos descaracterizados que trafegam com placa na cor cinza, sem taxímetro e sem qualquer autorização da prefeitura. Além disso, os agentes lacraram 100 táxis por mau estado de conservação e também rebocaram 24 táxis piratas, nove motos e 21 vans com documentação irregular. Foram aplicadas 942 multas por diversas irregularidades nos sete dias de fiscalização.

Durante a operação, houve 11 flagrantes de cobrança no tiro. Neste caso, são abertos processos administrativos para cassação das permissões desses taxistas.

Nos sete dias de Rock in Rio, agentes da SMTR implantaram pontos de embarque e desembarque de táxi no Terminal Alvorada e na Avenida Salvador Allende em frente ao 31º BPM. Nesses pontos, foram organizadas filas de embarque e aferição de cobrança no taxímetro. Agentes da CET-Rio apoiaram a operação, realizando o balizamento e ajudando na organização da área de acumulação de táxis. Nos dois pontos de táxi oficiais, foram realizados cerca de 1.800 embarques por dia.

Operação de trânsito reforçada reduziu impacto pelo fechamento das Avenidas Abelardo Bueno e Salvador Allende

Agente da CET-Rio trabalharam em regime especial durante os sete dias do Rock in Rio, apoiados por 950 homens diariamente, entre Guardas Municipais, controladores da CET-Rio e pessoal de apoio. Também foram utilizados 45 veículos operacionais, 15 reboques e 55 motocicletas, que trabalharam para manter a fluidez, coibir o estacionamento irregular, ordenar os cruzamentos, orientar pedestres e efetuar as interdições. Além disso, os bloqueios contaram com o apoio da Polícia Militar. Reboques da Secretaria de Ordem Pública (SEOP) circularam em toda a área de abrangência do festival para impedir e reprimir o estacionamento irregular.

Foram utilizados 30 painéis de mensagens variáveis móveis e fixos, que informaram sobre os horários dos diversos fechamentos, as rotas alternativas e sobre as restrições de estacionamento. Planos semafóricos especiais também foram implantados para garantir a fluidez e o Centro de Operações Rio (COR) realizou o monitoramento de toda a área do evento com 32 câmeras, permitindo que técnicos da CET-Rio implantassem ajustes na programação dos semáforos em função das condições do trânsito em cada momento.

A chegada e a saída ao festival foram tranquilas e os momentos de maior intensidade do trânsito foram registrados nos dias úteis, quando se acumulou o fluxo de volta para casa com a chegada ao Rock in Rio. Outro momento de grande fluxo de veículos foi o cruzamento da saída das praias da Barra e Recreio nos fins de semana com a chegada do público para assistir aos shows. Mesmo nos momentos de maior intensidade, a operação viária montada pela CET-Rio garantiu boa circulação dos veículos e na chegada do público ao Rock in Rio.

Bruce Springsteen

6° dia do Rock in Rio 2013

Bruce Springsteen, Pepeu Gomes e Moraes Moreira foram os destaques!

You May Also Like

O Que Fazer Na Barra Da Tijuca Em 2021

Newsletter Barrazine

O melhor da Barra da Tijuca: Eventos, dicas, novidades, promoções especiais e vouchers exclusivos

Usamos cookies » Política de privacidade
Total
0
Share