Depois do sucesso do primeiro show, no final de janeiro, o cantor e compositor Felipe Camargo voltará a se apresentar no Café Etílico, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio. Dessa vez, ele fará um show solo, na sexta-feira, 23 de fevereiro, às 22h.

No repertório, alternando entre o violão e a guitarra, algumas músicas autorais, como a atual de trabalho, “Lembranças de um verão” (https://youtu.be/6NELuCQyMjY), além de “Deixa rolar” e “Ilha do amor”. Felipe também mostrará versões de canções como “Telegrama” (Zeca Baleiro), “Olhos coloridos” (Sandra de Sá), “Vapor barato” (O Rappa), entre outras. A renda do show será revertida para a Associação Civil de Amparo ao Menor, “A minha casa”, que fica no bairro de Campo Grande.

“O primeiro show no Café Etílico foi maravilhoso e a expectativa é a melhor possível para essa segunda apresentação”, diz Felipe Camargo, que mistura em sua música de lançamento, o som do sertanejo universitário com as guitarras pesadas do rock ‘n roll.

Natural da cidade do Rio de Janeiro, o cantor começou a se interessar por música aos sete anos de idade, quando ganhou o seu primeiro violão, dado pelo pai. Neste mesmo período, se apaixonou pela música clássica, graças às referencias do som que a sua mãe ouvia. “Por causa dela, comecei a ouvir artistas como Chopin, Beethoven, Mozart e Bach”, conta ele, que em sua trajetória musical, fez parte das bandas de rock metal, Rhamses e Fell Hard.

A sua versatilidade está nas misturas de referências musicais, que vão desde o clássico hard rock, passando pelo reggae e pop. Além do violão, Felipe toca piano, bateria, guitarra, gaita, trompete, contrabaixo e flauta doce.

Cantor Felipe Camargo volta ao Café Etílico

Data: 23 de fevereiro de 2018 (sexta)
Local: Café Etílico Recreio
Abertura da casa: 20h
Horário de início do show: 22h
Endereço: Rua Antônio Batista Bittencourt, 325 – Recreio dos Bandeirantes
Telefones: (21)2490-1684 / 99978-8777
Capacidade da casa: 200 pessoas
Valor: R$ 20
Forma de pagamento: Dinheiro e cartões de crédito (Mastercard, Visa, Diners e Amex) e Débito (Visa Electron, Elo e Maestro)
Classificação etária: livre
Duração do show: 120 minutos
Obs.: A renda será revertida para a Associação Civil de Amparo ao Menor “A minha casa”.

Previous post

Dicas com o melhor da noite na Barra da Tijuca

Next post

Peça 'Iter Criminis' debate a violência na Cidade das Artes