A Cidade das Artes recebe, entre os dias 19 e 22 de setembro, a VII Semana Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro. O evento oferecerá uma série de máster classes gratuitas assim como levará à Cidade das Artes um público especial para dois exclusivos concertos didáticos, nos dias 20 e 21, às 10h da manhã, em que os artistas abrem os segredos de algumas das mais belas obras para estudantes da Rede Municipal, além de público com pouco ou nenhum acesso às salas de concertos, realizando sua missão de inclusão social.

Ingressos: R$ 40

Programa:

Dia 19 de setembro – 20h Tempo Total (82’)
Teatro de Câmara – Cidade das Artes
Liana Gourdja e Yannos Margaziotis, violinos
Dhyan Toffolo e Ana Luiza Lopes, violas
Dmitrii Maslennikov, violoncelo
Laís Oliveira, violoncelo
Simone Leitão, piano

Johannes Brahms(1833-1897)
Trio com piano em Do Maior op. 87 (30’)
1. Allegro moderato
2. Andante con moto
3. Scherzo: Presto
4. Finale: Allegro giocoso
Astor Piazzolla (1921-1992)
O grande tango (12’)
Johannes Brahms (1833-1897)
Sexteto nº 1 op 18 em Si Bemol Maior (40’)
1. Allegro ma non troppo
2. Andante, ma moderato
3. Scherzo: Allegro molto
4. Rondo: Poco allegretto e grazioso

Dia 20 de setembro – 20h Tempo Total (60’)
Teatro de Câmara – Cidade das Artes
Fabio Zanon, violão
Rômulo Barbosa, flauta
Daniel Guedes e Yannos Margaziotis, violinos
André Rodrigues, viola
Glenda Carvalho e Laís Oliveira, violoncelos
Simone Leitão, piano

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

O Trensinho do Caipira (das Bachianas Brasileiras nº 2) (4’)
Assovio a jato (9’)

Astor Piazzolla (1921-1992)

História do Tango (15’)

Niccolò Paganini (1782-1840)

Quarteto com violão nº 6 em Ré menor, Op. 5 nº3 MS 33 (26’)
I. Allegro
II. Moderato
III. Tema cantabile, quasi larghetto
IV. Polacchetta: Allegro con brio

Joseph Haydn (1732-1809)

Trio nº 39 em Sol Maior HOB XV.25 (15’)
I. Andante
II. Poco adagio
III. Rondo all’Ongarese. Presto


Concerto Didático I – 10h – Duraçao 60’
Teatro de Câmara – Cidade das Artes
Músicos Participantes:
Daniel Guedes e Yannos Margaziotis, violinos
André Rodrigues, viola
Glenda Carvalho e Tais Oliveira, violoncelos
Simone Leitão, piano
Fabio Zanon, violão

Trechos de obras de Villa-Lobos, Paganini, Piazzolla e Haydn

Dia 21 de setembro – 20h Tempo Total (63’)
Teatro de Câmera – Cidade das Artes

Rômulo Barbosa, flauta
César Bonan, clarineta
Jeferson Nery, oboé
Jeferson Souza, fagote
Alessandro Jeremias, trompa
A confirmar, piano

Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791)

Quinteto para piano, oboé, clarineta, fagote e trompa em Mi Bemol Maior KV 452 (25’)
I. Largo – Allegro moderato
II. Larghetto
III. Rondo. Allegretto

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Melodia Sentimental, da Floresta do Amazonas (3’)
(transcrição para quinteto de sopros de Marcelo Bonfim)

José Carlos Amaral Vieira (1952)

Piccolo Divertimento op. 111 (4’)

Edino Krieger (1928)

Serenata a cinco (8’)

Liduino Pitombeira (1962)

Suíte Hermética para quinteto de sopros op. 95 (12’)
I. Conversando com Itiberê
II. Incelença
III. São João em Arapiraca
IV. Arrasta pé


Concerto Didático I – 10h – Duraçao 60’
Teatro de Câmara – Cidade das Artes
Músicos Participantes:
Quinteto Lorenzo Fernandes

Trechos de obras de Villa-Lobos, Edino Krieger e Liduino Pitombeira

Dia 22 de setembro – 18h Tempo Total (56’)
Sala de Ensaio 1 – Cidade das Artes

Liana Gourdja e Maressa Carneiro, violinos
Dmitrii Maslennikov e Glenda Carvalho, violoncelos
Ciro Magnani, piano

Felix Mendelssohn Bartholdy (1809-1847)
Trio em Ré menor op. 49 (30’)
I. Molto allegro agitato
II. Andante con moto tranquillo
III. Scherzo: Leggiero e vivace
IV. Finale: Allegro assai appassionato

Zoltán Kodály (1882-1967)

Duo para violino e violoncelo (26’)
I. Allegro serioso, non troppo
II. Adagio – Andante
III. Maestoso e largamente, ma non troppo lento – Presto

Dia 22 de setembro – 20h – Tempo total (80’)
Sala de Ensaio 1 – Cidade das Artes

Geilson Santos, tenor
Daniel Guedes e Maressa Carneiro, violinos
Dhyan Toffolo, viola
Dmitrii Maslennikov, violoncelo
Simone Leitão e Luciano Magalhães, piano

Robert Schumann (1810-1956)

Dichterliebe op. 48 (5’)
I. Im wunderschönen Monat Mai
II. Ich will meine Seele tauchen
III. Ich grolle nicht
Widmung op25 nº1 (2’)

Gabriel Fauré (1845-1925)

Après un Rêve (4’)
Chanson du pêcheur (“Ma belle amie est morte”) op 4 nº1 (3’)

Franz Schubert (1797-1828)

Gesänge des Harfners, Op. 12 (7’).

Newsletter Barrazine

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações.

Sucesso!!!

Opa, algo errado...

Previous post

Cinesystem e Vitor Gatto promovem sessão de cinema para 200 moradores de rua no Recreio Shopping

Next post

Gastronomia Verde: restaurantes criam pratos onde hortaliças são protagonistas em prol do movimento 'Setembro Verde'