A bichectomia é um dos procedimentos mais buscados nos consultórios hoje em dia, visando o afinamento do rosto. O procedimento consiste na remoção da bola de Bichat ou corpo adiposo da bochecha. A dermatologista Dra. Ana Carolina Sumam, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, fala sobre o assunto e realiza esse procedimento no seu consultório, que fica no Le Monde Office, na Barra da Tijuca.

“O que ocorre com um procedimento como este, que é puramente estético, é que o paciente se submete a um ato cirúrgico para remover um corpo adiposo bucal que apresenta importância fisiológica entre os músculos faciais, auxiliando no fechamento de fístulas bocosinusiais e até para recobrimento de enxertos ósseos em caso de implantes”, explica Ana Carolina.

Pensando nas complicações de uma cirurgia e até na função do coxim muscular, uma opção excelente para afinar a estrutura do rosto sem interferir na fisionomia facial é a bichectomia natural, com uso do ultrassom micro e macro focado para a remodelação das áreas onde existe excesso de gordura e flacidez.

Com o Ultrafromer III, por exemplo, consegue-se o mesmo efeito da bichectomia, mas sem intervenção cirúrgica, estimulando o próprio corpo através da estética.

“A opção natural para a bichectomia pode ser feita na clínica, preservando o paciente de dores e de pós-operatório. É um procedimento quase indolor e o paciente pode voltar à sua rotina imediatamente após o tratamento”, conta.

E por estimular a produção de colágeno, ao mesmo tempo em que trata a gordura da bochecha, é possível evitar a flacidez que a retirada da gordura pode ocasionar, uma vez que pode comprometer a sustentação do rosto.

“A sustentação do rosto é uma estrutura muito importante, ao longo do as estruturas importantes”, finaliza a médica.

Previous post

Amelie Creperie et Bistrot traz para o mês de abril o Festival de Carnes Especiais

Next post

Teka Mesquita assina a vitrine do Salão Werner do CasaShopping para o evento 'Atrás do Vidro'