Search Day Night
3837 Followers
Alimentos Para O Cérebro

9 alimentos para o cérebro

Total
0
Shares
Tráfego Promo

Existem diversas coisas que você pode fazer para incrementar o bom funcionamento da sua cuca, como treinar malabares, estudar uma língua estrangeira ou aprender a tocar um instrumento musical, por exemplo. Além disso, é bom conhecer também alguns alimentos para o cérebro.

Espinafre

Considerado um dos melhores alimentos para o cérebro encontrados na natureza e um dos grandes aliados da saúde, o espinafre contém poucas calorias e é repleto de vitaminas, proteínas e fibras. É a mais rica fonte vegetal de coenzima Q10, que reforça o sistema imunológico e é antioxidante.

As vitaminas B6, B9 e B12 auxiliam o bom funcionamento de neurotransmissores, previnem depressão, aumentam a concentração e melhoram a memória. Já o ferro melhora o metabolismo e é importante para a oxigenação do cérebro e de todo o resto do organismo.

Batata Inglesa

O tubérculo originário de Peru e Bolívia cujas qualidades alimentícias são conhecidas há mais de 8 mil anos é o quarto alimento mais consumido no planeta. A batata inglesa é rica em cobre, ferro, manganês, potássio, vitamina C e vitamina b6, que são reconhecidas aliadas da saúde cerebral.

Uma pesquisa publicada na conceituada revista científica Neuroscience & Biobehavioral Reviews revelou que níveis saudáveis de glicose auxiliam na formação da memória; ricas em amido, as deliciosas batatinhas são uma fonte lenta e estável de energia para os neurônios, pois os carboidratos ali contidos são absorvidos pelo corpo mais lentamente do que os açúcares comuns.

Alho

Considerado um dos alimentos mais benéficos da natureza, o alho é um reconhecido aliado da saúde por manter nossa imunidade alta e combater infecções, graças a metais, como o selênio e o zinco. Além disso, combate e previne câncer de mama, cólon e estômago.

Recentes pesquisas mostraram que o comer alho também auxilia a aprendizagem, fortalece a memória de longo prazo, além de aumentar o bom humor porque amplia a quantidade de serotonina no interior de nossas cabeças.

Quando o nível de serotonina está baixo no cérebro, algumas funções cognitivas ficam prejudicadas, afetando parcialmente o raciocínio abstrato e o raciocínio crítico.

Açafrão-da-Terra (Cúrcuma)

Uma pesquisa da Universidade da Califórnia mostrou que o temperar a comida com açafrão-da-terra pode auxiliar muito a a melhorar a memória e a atenção por causa da substância chamada curcumina, responsável pela bela e forte cor alaranjada, que pode ser útil inclusive no tratamento e na prevenção da doença de Alzheimer.

Uma vez que depressão e Alzheimer estão associados a inflamações no cérebro, as reconhecidas qualidades anti-inflamatórias dessa planta podem explicar sua eficácia no combate a esses males. Açafrão é rico em ácidos graxos ômega-3, que auxiliam o bom funcionamento cerebral e também regulam a pressão das artérias.

Nozes

Nozes são as oleaginosas mais ricas em vitamina E, que ajuda a proteger vasos sanguíneos e a controlar a pressão das artérias. O consumo moderado dessa ótima fonte de ômega 3 protege o cérebro, evitando que radicais livres ataquem os neurônios. Comer 4 nozes ao dia aprimora a memória e previne o envelhecimento cerebral, reduzindo o risco de Alzheimer e o Parkinson.

Amêndoas

As amêndoas são ricas em vitamina E que combate o envelhecimento cerebral provocado por radicais livres. Esse alimento para o cérebro também melhora a atenção, a memória e o aprendizado, por isso, é recomendado para crianças.

A ingestão moderada dessa saborosa oleaginosa com baixa caloria também auxilia muito na irrigação do cérebro e na prevenção de doenças cardíacas.

Sementes de Abóbora

Ingerir sementes de abóbora com regularidade favorece a próstata, previne o câncer, fortalece os ossos, além de reduzir o riscos de ataques cardíacos e derrames.

Devido ao seu alto teor de fibras, também auxiliam o bom funcionamento intestino.

Essas sementes ricas em ferro, zinco, fósforo, cobre, potássio e magnésio fortalecem o sistema imunológico, auxiliam o aprendizado, melhoram o humor, diminuem a ansiedade, reduzem a insônia e combatem a depressão, já que contêm a substância L-triptofano ou 5HTP, um poderoso antidepressivo natural.

Frutas silvestres

As charmosas frutas silvestres são conhecidas por ajudarem a prevenir câncer e problemas do coração. Elas contêm antioxidantes que também protegem as células do cérebro e melhoram o fluxo sanguíneo, além de auxiliar a reverter deficiência da função motora e da memória de trabalho. Amoras ajudam a melhorar a coordenação, já o mirtilo ou blueberry ajuda a compreensão e a memória.

Salmão

Pesquisas mostram que comer salmão regularmente auxilia a memória visual, a atenção e o pensamento abstrato, porque o peixe é extremamente rico em ácidos graxos poliinsaturados ômega 3, que têm propriedades anti-inflamatórias e auxiliam processos cognitivos fundamentais para o bom desempenho cerebral. Seu consumo ajuda a previnir o infarto e o acidente vascular cerebral.

Além de incluir esses alimentos em suas refeições, que tal fazer uns exercícios para fortalecer seu cérebro?

Os neurocientistas concordam que com dieta adequada, exercícios e prática, a memória pode melhorar à medida que envelhecemos. Eles também descobriram que aprender algo novo é uma das melhores formas de reforçar o seu cérebro ao longo dos anos.

“Novos aprendizados fazem com que novas conexões se formem em seu cérebro; causam um efeito positivo em seu cérebro e podem ajudar a mantê-lo jovem. O melhor exercício mental é adquirir novos conhecimentos e fazer coisas que você não tinha feito antes”, explica o Dr. Daniel Amen, psiquiatra e autor de vários livros.

Praticar diariamente cerca de 15 minutos de malabarismos ou memorização ao longo de três meses, resulta em aumento significativo na massa cinzenta, revelou um revolucionário estudo publicado com o título “Neuroplasticidade: Mudanças na Massa Cinzenta Induzidas Através de Treinamento” na conceituada revista Nature: “O cérebro é como um músculo. Precisamos exercitá-lo”.

Além disso, pesquisadores da Albert Einstein College of Medicine descobriram que quem joga xadrez ou outros jogos de desfio mental com regularidade reduzem em até 74% o risco de desenvolver demência.

O neurologista e autor de diversos livros Dr. Joe Verghese enfatiza que descobertas da Yeshiva University catalogadas durante mais de 20 anos demonstram que a participação regular em atividades estimulantes mentalmente servem para proteger a saúde cerebral. Por exemplo, além de jogar xadrez e bridge, benefícios cerebrais significativos advêm para aqueles que lêem regularmente.

Galeto Assado Com Batata Sauté E Molho De Mostarda Le Vin Bistrô Foto Bruno De Lima

Le Vin Bistrô Rio tem opção de menu executivo com taça de vinho

Le Vin Bistrô Rio tem opção de menu executivo com taça de vinho A partir de agora o…

You May Also Like

O Que Fazer Na Barra Da Tijuca Em 2021

Newsletter Barrazine

O melhor da Barra da Tijuca: Eventos, dicas, novidades, promoções especiais e vouchers exclusivos

Usamos cookies » Política de privacidade
Total
15
Share