Grupo de pessoas na Praia da Macumba com bandeira do Brasil comemorando a vitória no ISA World Junior Surfing Championship 2023.

Brasil é campeão mundial na Praia da Macumba

O surfista brasileiro, Ryan Kainalo, brilha e conquista o ouro no ISA World Junior Surfing Championship 2023, realizado na Praia da Macumba, no Rio de Janeiro.

Ryan Kainalo vence na Sub 18 principal categoria do evento e Brasil é campeão por equipes

Na emocionante conclusão do ISA World Junior Surfing Championship 2023, realizado na icônica Praia da Macumba, o jovem surfista brasileiro Ryan Kainalo, de apenas 17 anos, deixou sua marca ao conquistar a Medalha de Ouro na categoria Sub 18. O evento chegou ao seu ápice nesta sexta-feira, 1º de dezembro.

Ryan Kainalo, oriundo de São Paulo, revelou sua maestria nas manobras aéreas ao longo do campeonato, destacando-se nas ondas que atingiram cerca de um metro durante as finais. Utilizando uma prancha round pin de 6 pés, o talentoso surfista acumulou impressionantes 15,37 pontos. Na disputa acirrada, ele superou o português Francisco Ordonhas (14,87), Kai Odriozola da Espanha (14,24) e Tenshi Iwami do Japão (5,46).

Surfista pega onda na Praia da Macumba durante o ISA World Junior Surfing Championship 2023.
Guilherme Lemos radicalizando em foto de Jersson Barboza

Emocionado e ovacionado pela vibrante torcida na Praia da Macumba, Ryan K expressou a importância do título para sua carreira e encerrou sua fase amadora de maneira brilhante:

“Essa vitória fica no Brasil, a medalha de ouro é nossa. Encerrar meu último ano como amador com uma medalha de ouro é a realização de um ciclo incrível. A equipe fez toda a diferença, foram muitos treinos que nos trouxeram até aqui para mostrar que o surfe brasileiro é de alto nível. Não havia maneira melhor de concluir minha fase amadora”, analisou o agora campeão mundial Sub 18 pela ISA (International Surfing Association).

Além da conquista individual de Ryan, o Brasil também marcou presença nas finais da categoria Sub 16 com Guilherme Lemos e Ryan Coelho, que conquistaram o terceiro e quarto lugares, respectivamente. A equipe brasileira não só dominou as categorias individuais, mas também triunfou na competição por equipes, acumulando 6.125 pontos e superando os Estados Unidos (5.850 pts), Austrália (5.848 pts) e Espanha (5.708 pts).

O presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), Flavio Teco Padaratz, celebrou o resultado como uma chancela ao árduo trabalho da Confederação:

“Essa Medalha de Ouro faz a gente pensar que valeu a pena, e eu faria tudo de novo. É o resultado de muito investimento de tempo e dinheiro de uma equipe dedicada para alcançar o máximo. A carreira amadora do Kainalo está feita, agora é focar no profissionalismo.”

Surfista pegando onda em prancha de surf na Praia da Macumba durante o ISA World Junior Surfing Championship 2023.
Ryan Kainalo em foto de Jersson Barboza

O trabalho em equipe foi um dos diferenciais da seleção brasileira, contando com a expertise de profissionais como Guga Arruda (técnico) e Paulo Moura (vice-presidente e diretor de esporte), ex-surfistas profissionais. Guga Arruda, emocionado com as conquistas, compartilhou detalhes do processo de preparação:

“A Confederação Brasileira fez história esse ano, desde janeiro nós viemos realizando um trabalho com essa equipe, com videochamadas, vídeo análise de desempenho, nas quais eles enviavam as imagens de performance surfando e, nós fazíamos as correções de aprimoramento. Fizemos três surf camps presenciais de treinamento em Floripa, onde reunimos o time em competições simuladas, até chegar aqui e conquistar esse primeiro lugar no mundial Júnior pela segunda vez na história desse país (primeiro foi em 2003).”

Ricardo Bocão, diretor de comunicação da CBSurf, ressaltou a importância do evento e da vitória do Brasil para o futuro do surfe no país:

“Nada mais emblemático de que a gente colocar um evento de enorme complexidade de pé. Fizemos esse evento com menos de dois anos de gestão e ainda conseguimos a vitória por equipe e individual na Sub 18. Realizamos algumas viagens internacionais com grande ajuda do COB, não só financeiramente mas com todo profissionalismo e dedicação do comitê. Parabéns a todo time.”

No sábado (2), a organização continuará a celebração do surfe com o Tag Team, uma competição de equipe, seguida pela cerimônia de encerramento e entrega das medalhas.

Surfista participante do ISA World Junior Surfing Championship 2023, surfando onda na Praia da Macumba.
Ryan Coelho em foto de Jersson Barboza

Resultado por Categoria:

Masculino Sub 18:

Ryan Kainalo (BRA) – 15,37 pontos

Francisco Ordonhas (POR) – 14,87

Kai Odriozola (ESP) – 14,24 pontos

Tenshi Iwami (JAP) – 5,46

Feminino Sub 18:

Anon Matsuoka (JAP) – 11,86 pontos

Kohai Fierro (TAH) – 9,86

Candelaria Resano (ESP) – 9,67 pontos

Zoe Chait (EUA) – 8,10

Masculino Sub 16:

Hans Odriozola (ESP) – 16,23 pontos

Lukas Skinner (ING) – 16,17

Guilheme Lemos (BRA) – 12,93

Ryan Coelho (JAP) – 9,07

Feminino Sub 16:

Sierra Kerr (AUS) – 14,60

Lanea Mons (EUA) – 11,00

Eden Walla (EUA) – 9,67

Clémence Schorsch (FRA) – 7,83

Lembrando que foram 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf.

Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.

Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo. 

Mais informações no site da CBSurf –  https://cbsurf.org.br/ ISA:  https://isasurf.org/

Guilherme Lemos pega onda na Praia da Macumba durante o ISA World Junior Surfing Championship 2023.
Guilherme Lemos voando alto em foto de Jersson Barboza

Serviço Isa World Junior Championship:

Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.

Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro. Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax.

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)Ryan Coelho (PR)Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake(SC)
Aysha Ratto (RJ)
Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)
Alexia Monteiro (RS)

Crédito das fotos: Jersson Barboza.


 
O que fazer na Barra da Tijuca em 2023
 

You May Also Like