Search Day Night
3837 Followers
Comida Caseira App

APP ajuda no crescimento de microempresas de comida caseira

Aplicativo se remunera sobre as vendas de comida caseira e ainda está restrito ao Rio

O garçom carioca Josué Nascimento Sales, 36 anos, trabalhou por muito tempo em restaurantes e hotéis da cidade. Até que a pandemia da Covid-19 paralisou diversas atividades, e ele foi demitido do hotel onde trabalhava. Como inúmeros outros profissionais, encontrou no empreendedorismo o caminho para sustentar a família: criou na cozinha de casa, em parceria com a mulher e o filho, a microempresa Benedetti Massas Artesanais.

Valeu-se de contatos feitos ao longo da vida profissional para começar a clientela – parte, formada por moradores de sua vizinhança, na Zona Norte do Rio. A ampliação de sua abrangência veio a partir da adesão ao aplicativo Vizinhança, desenvolvido com a missão de ajudar microempreendedores como Josué a vender mais e de forma organizada suas comidas e bebidas artesanais.

“Graças ao Vizinhança, cheguei a Jacarepaguá, bairro que sabia ser importante para o crescimento da empresa”, conta Josué.

Comida caseira ou “comfort food”

Como ele, o Gestor Financeiro Paulo Chrispim, 41 anos, sem emprego desde 2017, vem tirando grande proveito do aplicativo carioca. Em tempos de pandemia, nada menos do que 60% das vendas de sua Chez Vous Belisketes vieram por meio do Vizinhança, que se diferencia de outros aplicativos por focar exclusivamente nas microempresas, de onde sai aquele tipo de comida que, uns, chamam “caseira”, outros, “comfort food”.

“Nossos planos são expandir a área de atuação do Vizinhança para toda a região metropolitana do Rio, até o fim deste ano, e chegar ao restante do estado, até meados de 2021, para desembarcar em São Paulo no primeiro trimestre de 2022”, conta o geólogo Jeziel Medeiros, um dos sócios do aplicativo, que teve investimento inicial de R$ 500 mil.

A receita da empresa vem de uma tarifa de serviço sobre a venda, que é cobrada dos lojistas que aderem à plataforma. Não há mensalidades ou taxas de cadastro para os usuários, e a entrega é acertada entre o cliente final e o lojista.

Com vistas a ajudar no processo de profissionalização deste lojista, o Vizinhança acaba de contratar Fabíola Santos, formada em Gastronomia e professora de confeitaria. “Sua competência nos permitirá ser cada vez mais importantes para nossos clientes primários, os microempreendedores”, acrescenta Jeziel.

Atualizado em 11/12/2021 por Redaçao Barrazine

Total
0
Share
Copy link